• gallery

Santa Catarina apresenta um pequeno crescimento na inadimplência

  1. size_960_16_9_compras-impulso3 (002)
  1. size_960_16_9_compras-impulso3 (002)

De acordo com dados do SPC – Serviço de Proteção ao Crédito e da FCDL/SC, Federação da Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina, a inadimplência no Comércio do estado, no mês de fevereiro, apresentou um pequeno crescimento, mas mesmo assim manteve-se muito próxima dos números de 2019.
O levantamento mostrou que ao final de fevereiro de 2019, 15,7% da população adulta do estado possuía registro no SPC, contra 16,8% em 2020. A boa notícia, é que em valores monetários os catarinenses estão devendo ao comércio 11% a menos que no ano passado e o mesmo cenário se repete quando se analisa a média dos valores devidos ao comércio que é de R$ 895,34 este ano, contra R$ 991,54 em fevereiro de 2019.
Entre as faixas etárias, a que apresenta a maior quantidade de devedores é a dos 26 aos 35 anos de idade com 28,7% dos devedores, contra 11,2% de inadimplentes que possuem entre 56 até 99 anos.
Os dados do SPC e da FCDL/SC também demonstram que a maior quantidade de devedores no comércio é de consumidores do sexo feminino, com 54,9%, enquanto os homens representam 43,4% das pessoas com o nome no SPC no estado. Quando se observam os valores das dívidas do crediário, as mulheres também devem mais, e que representam 53,6% do valor da inadimplência registrada.
O presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer, explica que os dados do levantamento se referem principalmente às dívidas no crediário em compras no comércio varejista de bens e serviços. “Apesar de o estudo não considerar dívidas de cartão de crédito, financiamento automotivo e da casa própria, os indicadores são uma boa base para entender o comportamento da inadimplência. O balanço é realizado com dados reais do SPC-SC.
Fonte: FCDL/SC
size_960_16_9_compras-impulso3 (002)

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *